domingo, 19 de dezembro de 2010

eu não consigo esconder.

. esse recomeçar estava sendo fácil. até parar e pensar, porque acabou, porque não continuou a crescer, a multiplicar. porque?
é tão difícil tentar explicar, tentar entender, tentar raciocinar sem errar o que fazer, como agir. é tudo tão complicado. não era pra ser assim. era mais fácil com você do meu lado.

e volta mais uma vez...
os meus pensamentos são tão lindos. são tão gostosos de serem relembrados, memórias tão lindas; às vezes tão distantes. às vezes... estão ao alcance de nós, como nunca estiveram. são conversas, papéis e papéis. são músicas, filmes, lugares.
Muita bagagem de um sonho, pra pouco tempo. Ou seria muito?

Tantas despedidas não concretizadas, porque mais uma vez, não quero me despedir de verdade. Me alivia saber que você vai estar aqui, de uma maneira ou outra. Me alivia ter as nossas lembranças, as nossas conversas, o nosso jeito. Já pedi pra isso durar pra sempre, quantas vezes pedi... Logo estaremos seguindo as nossas vidas, com a saudade amenizada. Nos mantemos distantes para sentirmos saudade? Não. A saudade de você era constante, mesmo quando eu podia te ter ao meu lado em todos os momentos. Essa distância é pra tentar esconder algo que existiu, mas por algum motivo não acabou; ainda resta eu sei, alguma coisa entre nós, entre despedidas, entre sonhos e vontades.

Não repetirei - mais uma vez, o quanto isso me incomoda;
eu sinto saudades dos seus beijos, dos seus abraços. DE VOCÊ.
um dia isso muda, ou vai embora de vez.

' e cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais [...] e faço das lembranças um lugar seguro.♪'

Um comentário:

  1. Flôr
    Vim te fazer uma visitinha e aproveitei p\
    te pedir
    p\ seguir meu blog
    http://detudoemasumpouko.blogspot.com/
    Beijos

    ResponderExcluir